12 de jul de 2017

Deputado Major Rocha foi autor da denúncia que condenou Lula a mais de 9 anos de prisão



O deputado federal Major Rocha (PSDB) pronunciou um forte discurso na tarde desta quarta-feira (12) no plenário da Câmara dos Deputados tão logo soube da condenação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva a nove anos de prisão no caso do apartamento tríplex localizado na praia do Guarujá (SP). O processo foi aberto após a denúncia oficial ofertada pelo deputado.

Por duas oportunidades, uma na abertura do discurso e outra ao final, o deputado frisou a expressão: “A mala é do Temer e o triplex é do Lula”. A fala ocorre concomitantemente ao momento em que o presidente Michel Temer tem um pedido de abertura sendo votado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, onde Rocha é membro efetivo.

Ao abrir a sua fala, Rocha destacou o fato da crescente confiança dos brasileiros no Poder Judiciário: “O tempo onde os poderosos estavam fora do alcance da Lei acabou. Isso agora é passado. Com a instalação da operação Lava-Jato e seus processos subsequentes, essa proteção aos poderosos ficou para trás”.

O deputado destacou as ações do Poder Judiciário com a condenação de Lula a partir da denúncia feita pelo parlamentar e que deu origem a este processo do Tríplex de Guarujá, onde o ex-presidente foi condenado a 9,5 anos, restando ainda faltar o processo o do sitio de Atibaia, também denunciada por Rocha.

“A verdade é que povo não aguenta pagar a conta da patifaria. Não adianta os petistas dizerem que a mala é do Temer e o tríplex é da OAS. Não adianta. A verdade é que sim, a mala é do Temer e o tríplex é do ex-presidente Lula. Hoje a Justiça ganha o meu respeito, pois está aplicando a justiça à todos e atendendo aos anseios do povo brasileiro, o qual quer ver esta patifaria ser extirpada da vida pública”, complementou.

Rocha ressaltou o fato da operação Lava-Jato estar fazendo uma assepsia na vida pública. Mas ele ressaltou o fato da verdadeira limpeza deverá ser feita pelo eleitor por intermédio do voto ao não eleger ladrões, corruptos ou envolvidos em falcatruas e investigados por todo o país. “Não devemos reconduzir aos cargos públicos políticos envolvidos em corrupção”, destacou.

Ao encerrar seu pronunciamento, Rocha destacou: “Parabenizo o juiz Sérgio Moro por ter cumprido com o seu papel, no que o Ministério Público Federal relatou: Lula é o grande chefe da quadrilha que saqueou o Brasil nos últimos tempos. E repito: A mala é do Temer e o Triplex é do Lula”.

Assista aos vídeos dos pronunciamentos sobre o caso:



Saiba mais: 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.