2 de mai de 2016

JUSTIÇA DETERMINA BOLOQUEIO DO WHATSAPP NO BRASIL POR 72 HORAS


No ano passado, o aplicativo teria de ficar fora do ar por 48h, mas a medida foi suspensa.



Empresas de telefonia têm até as 14h desta segunda-feira (2/5) para bloquear o aplicativo WhasApp no Brasil. A decisão é de 26 de abril e foi feita pelo juiz Marcel Montalvão, de Lagarto (SE). O bloqueio deve durar 72h. As operadoras que não cumprirem a determinação podem ser multadas em até R$ 500 mil por dia. 

No ano passado, o aplicativo também ficou suspenso no Brasil. A decisão veio do Tribunal de Justiça do Piauí e deveria durar 48h. Antes do prazo, porém, um desembargador do tribunal, suspendeu a decisão.

APÓS DEZ ANOS, TRANSPORTE AÉREO DE PASSAGEIROS DEVE ENCOLHER EM 2016


Em 2015, movimento caiu em seis dos dez maiores aeroportos brasileiros.
Aéreas cortam custos e oferta de voos e preveem recuperação só em 2017.

Fábio Amato - Gerente de suprimentos em uma empresa de diagnóstico por imagem de Brasília, Fernando Luiz Pirino Zanetti costumava viajar de duas a três vezes por mês para visitar unidades da firma em estados da região Norte.

A partir deste ano, porém, devido ao agravamento da crise econômica, Zanetti passou a voar a trabalho somente uma vez por mês.

“Os voos já eram caros, mas os preços aumentaram muito nos últimos meses. Além disso, houve redução da oferta de voos para a região Norte”, conta ele.

A falta de dinheiro ou de disposição dos brasileiros para gastar com viagens se reflete nos indicadores do setor.

Para as empresas aéreas, o Brasil deve registrar em 2016 a primeira queda no número de passageiros transportados em voos domésticos após pelo menos uma década de crescimento ininterrupto.

Movimento nos aeroportos
Em 2015, o número de passageiros transportados em voos domésticos no Brasil foi apenas 0,3% maior que em 2014.
Mas em alguns dos principais aeroportos do país, o movimento no ano passado já foi negativo.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em seis dos dez maiores aeroportos brasileiros, o movimento de passageiros embarcados em voos domésticos foi, em 2015, menor que em 2014.

Os seis terminais são Galeão (RJ), Santos Dumont (RJ), Salvador, Curitiba, Campinas (SP) e Guarulhos (SP). No caso de Guarulhos, o maior aeroporto do país, foi a primeira queda desde 2005 pelo menos.

“De uma maneira geral, o desempenho da economia brasileira tem sido considerado um dos principais fatores que explicam a retração da demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros no Brasil nos últimos meses. No entanto, outros fatores podem apresentar-se determinantes para uma alta ou redução da demanda por transporte aéreo em uma localidade ou aeroporto específico”, informou a Anac ao G1.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear), o setor registrou, em março, o oitavo mês seguido de queda na procura por passagens em voos domésticos.

Apenas em março, segundo a associação, a retração foi de 7,3%, na comparação com o mesmo mês de 2015.

Com a procura menor, as empresas vêm reduzindo a oferta. Em março, completaram-se 13 meses de corte seguido na oferta de assentos para voos dentro do país.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, a previsão é que as quatro empresas nacionais (TAM, Gol, Azul e Avianca) cortem neste ano, em média, 10% dos seus voos. Rotas menos sustentáveis e de menor demanda são as mais atingidas.

Queda em 2016
Para a associação, já é certo que o Brasil terá queda no número de passageiros transportados em voos domésticos em 2016.
Confirmada, a retração interromperá uma série de pelo menos dez anos seguidos de crescimento no setor – marca sempre comemorada pelo governo e apontada como reflexo não só do crescimento da renda dos brasileiros, mas de maior democratização do transporte aéreo no país. 

“Já há algum tempo, desde agosto do ano passado, a gente vem alertando para o encerramento desse processo de crescimento continuo”, diz Sanovicz.

Segundo ele, a principal razão para o resultado negativo é a queda nas viagens motivadas por negócios ou participação em eventos, que representam, em média, 65% do total das passagens no Brasil.

Além disso, esses passageiros costumam pagar mais caro pelo bilhete, normalmente comprado com menor antecedência e prevendo retorno mais rápido que os voos a passeio.

A previsão da Abear é que a demanda por voos no Brasil só volte a crescer em meados de 2017. Até lá, diz o presidente da entidade, as empresas aéreas, que já sofrem com prejuízos milionários, vão procurar “ajustes” para “atravessar em segurança um cenário de turbulências.”

Entre as medidas, além do corte de voos, está a revisão e adiamento da chegada de novos aviões já comprados; licença remunerada a pilotos e demissões.

Sanovicz disse não ter números, mas afirmou que os cortes de vagas ainda não são significativos.

A dirigente do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) Selma Balbino diz que a entidade já registra aumento nas demissões.

Segundo ela, só a Gol, num período de 31 dias (entre meados de fevereiro e meados de março), fez 309 demissões, três vezes mais do que costuma ser registrado como rotatividade natural na empresa (94 por mês).

Desfavorável

A Anac informou que não divulga projeções para o mercado, “para evitar interferência”.

Entretanto, avaliou que as expectativas para a economia brasileira em 2016 são “desfavoráveis” e, por causa disso, as empresas aéreas vêm implementando ajustes.

“As duas empresas aéreas brasileiras líderes de mercado (TAM e Gol) têm anunciado medidas de ajuste de capacidade para o transporte aéreo doméstico da ordem de -5% a -10% para 2016, frente ao cenário de retração da demanda por transporte aéreo no país”, apontou a agência.

“As demais empresas aéreas também têm anunciado redução de sua expectativa de crescimento”, completou a Anac.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE PILOTOS REBAIXA NÍVEL DE SEGURANÇA BRASIL



TRAVEL3/Claudia Tonaco  - Organização reclama do descaso dos órgãos competentes e avisa que, uma das consequências pode ser o fim dos voos diretos internacionais

A Federação Internacional de Pilotos rebaixou o nível de segurança do espaço aéreo brasileiro.

O nível de segurança do espaço aéreo brasileiro foi comparada ao espaço de países em guerra.

Gustavo Cunha Mello, especialista em gerenciamento de risco declarou que infelizmente os órgãos competentes do Brasil são presididos por políticos e não por especialistas no assunto.

Desde dezembro de 2015 questionamentos são feitos e não foram respondidos para Secretaria Nacional da Aviação Civil.

São centenas de relatos evidenciando a situação brasileira como criticamente deficiente.

Uma das consequências é que os voos diretos para outros países podem ser banidos do Brasil, pois, ainda segundo a Federação Internacional dos Pilotos, o padrão de segurança nacional não seria mais suficiente para tais operações.

QUEDA DE ENCOMENDAS PESA E CONTRAÇÃO DA INDÚSTRIA DO BRASIL PIORA EM ABRI, MOSTRA PMI


Camila Moreira - A forte queda no volume de novas encomendas diante das crises econômica e política abalou com força as condições da indústria brasileira em abril, resultando em forte redução no número de funcionários, mostrou o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) divulgado nesta segunda-feira.

O PMI da indústria do Brasil, informou o Markit, caiu a 42,6 em abril, contra 46,0 em março, marca mais baixa desde março de 2009 e o 15º mês seguido em contração. Resultado acima de 50 demonstra expansão e, abaixo disso, retração.

"Há poucos sinais até agora de recuperação, já que a economia continua em situação frágil e a paralisia política deve persistir", disse em nota a economista do Markit Pollyanna De Lima.

A entrada de novas encomendas caiu em abril no ritmo mais rápido desde março de 2009, com os entrevistados apontando fraqueza da demanda interna. Isso levou as empresas a reduzirem a produção pela taxa mais forte desde novembro do ano passado.

De acordo com o Markit, cerca de 36 por cento dos entrevistados informaram volumes mais baixos de produção, que foram observados tanto nas categorias de bens de consumo como de bens intermediários e de capital.

Por outro lado, as encomendas do exterior cresceram pelo quinto mês seguido, atingindo a maior taxa de expansão da pesquisa por conta da fraqueza do real sobre o dólar.

Mas se a desvalorização da moeda ajuda neste ponto, ela torna os preços pagos pelas matérias-primas mais caros. Em abril, o aumento dos preços de compra foi o mais forte desde julho de 2008.

"(A alta dos preços de matérias-primas) deve pesar sobre o poder de precificação das empresas nos próximos meses, já que as indústrias devem repassar os aumentos de custos a seus clientes", completou Pollyanna.

Com as tentativas de redução de custos diante desse cenário, as indústrias brasileiras cortaram empregos no mês passado, ao ritmo mais rápido na história da pesquisa. Os três grupos monitorados apresentaram redução de funcionários.

Apesar dos resultados negativos, outros indicadores mostraram que o setor industrial no Brasil pode estar melhorando a confiança. O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) subiu ao maior patamar em um ano no mês passado.

AERONÁUTICA DESLIGA RADARES POR FALTA DE RECURSOS



Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) desligou nessa quinta-feira (28) cinco radares meteorológicos em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal. Segundo a Aeronáutica, os aparelhos foram desativados temporariamente devido a restrições orçamentárias. Ao todo, o SISCEAB possui 23 radares espalhados país.

Em contato, a Força Aérea Brasileira (FAB) ressaltou que esses radares são “ferramentas complementares” para a captação de informações meteorológicas. De acordo com a FAB, os equipamentos em questão não são utilizados para o controle de tráfego aéreo. “O SISCEAB conta com outras fontes de informação para previsões climáticas, como imagens de satélite e estações e meteorológicas de superfície”, informa a Aeronáutica.


De olho na chuva

O radar meteorológico é usado para localizar “precipitações”. Na meteorologia, precipitação descreve qualquer tipo de fenômeno natural relacionado à queda de água do céu. Isso inclui chuva, neve e chuva de granizo.

O radar de meteorologia consegue encontrar o focos de precipitação a longas distâncias e também pode definir sua intensidade. Esses equipamentos emitem pulsos “Doppler”, capazes de detectar o movimento das gotículas de chuva (ou flocos de neve e granizo). O equipamento emite um sinal de radiação eletromagnética contínuo que “rebate” nas precipitações e retorna para as telas dos controladores.

Posicionamento oficial da Aeronáutica

“O Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) possui 23 radares meteorológicos. Cinco deles, localizados em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal, estão temporariamente desligados devido a restrições orçamentárias.

Esses radares são ferramentas complementares para a captação de informações meteorológicas. É importante ressaltar que eles não são utilizados para o controle de tráfego aéreo. Além dos radares meteorológicos que continuam em operação, o SISCEAB conta com outras fontes de informação para previsões climáticas, como imagens de satélite e estações meteorológicas de superfície.”

Airway via Pode Aéreo

30 de abr de 2016

QUER COMBATER A CRISE? GERE EMPREGO, O MELHOR PROGRAMA SOCIAL DO MUNDO


Brasil fecha 1º tri com 11 milhões de desempregados, novo recorde da Pnad Contínua

Pessoas olhando vagas em agência
de empregos em São Paulo   
 
Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira - O Brasil fechou o primeiro trimestre deste ano com taxa de desemprego de 10,9 por cento, 11,1 milhões de desempregados e renda em baixa, em meio ao cenário de recessão econômica e crise política.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, divulgada nesta sexta-feira, mostrou piora da taxa de desemprego, que havia ficado em 9,0 por cento no quarto trimestre, renovando mais uma vez a máxima da série histórica iniciada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2012.

O quadro de forte deterioração do mercado de trabalho fica ainda mais claro quando se compara com o primeiro trimestre do ano passado, quando a taxa de desemprego foi de 7,9 por cento. No trimestre encerrado em fevereiro, a taxa havia passado de dois dígitos pela primeira vez, a 10,2 por cento.

"Não houve no primeiro trimestre deste ano efetivação de temporários. O mercado de trabalho é reflexo da conjuntura e, como ela está desfavorável, há impacto direto no emprego", o coordenador da pesquisa no IBGE, Cimar Azeredo.

No trimestre passado, o número de desempregados chegou ao novo recorde de 11,089 milhões, alta de 22,2 por cento sobre o quarto trimestre. Em relação a um ano antes, o salto foi de 39,8 por cento, o que representa 3,155 milhões de pessoas a mais procurando emprego.

Já a população ocupada, segundo a Pnad Contínua, mostrou queda de 1,7 por cento no primeiro trimestre sobre o quarto e de 1,5 por cento sobre igual período de 2015, ou 1,384 milhão de pessoas a mais sem trabalho em relação ao ano passado.

O rendimento médio da população ocupada, informou ainda o IBGE, apresentou avanço de 0,3 por cento no primeiro trimestre sobre o período anterior, mas queda de 3,2 por cento sobre os três primeiros meses de 2015, para 1.966 reais.

No primeiro trimestre do ano, foram fechadas 319.150 vagas formais de trabalho, segundo dados do Ministério do Trabalho.

A pesquisa Focus do Banco Central, que ouve semanalmente uma centena de economistas, mostra que a expectativa é de que o Produto Interno Bruto (PIB) sofra contração de 3,88 por cento este ano.

Nota do Blog: O Subtítulo é o título original

CATEDRAL DO ACRE RECEBE QUADRO DE NOSSA SENHORA DA SERINGUEIRA


Missa e cerimônia serão realizadas neste domingo, às 17h.
Há mais de 100 anos, imagem pode ter sido usada na Revolução Acreana.


Acredita-se que imagem foi pintada por um índigena boliviano há mais de 100 anos (Foto: Padre Mássimo/Arquivo Pessoal)

Furado por uma bala que pode ter sido disparada por Plácido de Castro em 1903, o quadro da Nossa Senhora da Seringueira será colocada na Catedral Nossa Senhora de Nazaré, neste domingo (1), em Rio Branco. A missa e celebração acontecem a partir das 17h.

O quadro estava com a Fundação Garbaldi Brasil, após ser retirado do Parque Capitão Ciríaco e foi pedido pela paróquia da Igreja. A pintura mostra Nossa Senhora com o menino Jesus no braço e um ramo de seringueira na outra mão.

O Padre Mássimo Lombardi fala sobre a devoção dos seringueiros à imagem. Ele conta que ela ficou desaparecida por cerca de 50 anos e foi encontrada pelo Frei Peregrino no Rio de Janeiro em 1953, e esse tempo pode ter acabado com uma devoção.

Catedral será nova sede da tela a partir de domingo(1)
(Foto: Caio Fulgêncio/G1)
"Não se tem muita certeza sobre essa devoção, pois não ficou nenhuma tradição para os acreanos, não é conhecida popularmente. O valor desse quadro é histórico, que pertencia aos bolivianos na época da Revolução Acreana", comenta o Padre.

Segundo um  texto de Dom Joaquim,  a imagem foi pintada por um índio boliviano que teria visto a Santa segurando um ramo de seringueira, e só deixou suas inicias L.P.

O quadro teria sido usado pelos bolivianos durante a Revolução Acreana para fazer uma falsa procissão e enganar os brasileiros. A tela, iria esconder quem ia atirar contra os brasileiros, mas Plácido de Castro teria atirado antes por não acreditar na procissão.

O histórico, feito com base em pesquisa e ajuda do historiador Marcos Vinícius, explica que o quadro desapareceu e passou anos no Rio de Janeiro. Em 1954, de volta ao Acre, vários atos foram realizados com catraias perto da Gameleira. Até 2003, a imagem ficou guardada no Instituto Imaculada Conceição e depois foi levado para o Parque Capitão Ciriáco.

29 de abr de 2016

DEPUTADO JESUS SÉRGIO COMEMORA LIBERAÇÃO DE MAIS DE R$ 230 MILHÕES PARA RECUPERAÇÃO DA BR-364


Da Assessoria - O deputado estadual e presidente da Comissão de Obras e Transportes da Assembleia Legislativa do Acre (Acre), Jesus Sérgio, comemorou o anuncio da liberação de mais R$ 230 milhões, que serão destinados às obras de recuperação da BR-364, nos trechos compreendidos entre Sena Madureira e Cruzeiro do Sul. As intervenções na rodovia devem começar em julho.

Jesus Sérgio não participou da audiência realizada em Brasília, na quinta-feira, 28, porque estava participando das festividades de aniversário da cidade de Jordão. O governador Tião Viana esteve acompanhado do supervisor de Obras do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Acre, Thiago Caetano e dos demais membros da Comissão de Obras da Aleac com o ministro Antônio Carlos Rodrigues.

Na ocasião, houve também a entrega dos projetos relacionados ao Contrato de Restauração e Manutenção (Crema) da rodovia, que o ministro Rodrigues determinou o encaminhamento imediato para licitação. Esse contrato garante a trafegabilidade da BR-364 o ano inteiro.

O Crema é um contrato de conservação e manutenção da BR-364 que vai garantir que ela ofereça tráfego o ano inteiro. Não é um contrato emergencial, e sim um contrato que assegura não só o verão amazônico, mas o inverno de manutenção constante do Dnit na rodovia.

O Ministério dos Transportes autorizou ainda o empenho para ação emergencial das obras na região do Massipira, entre o Rio Macapá e Tarauacá (trechos mais críticos). Além disso, foi solicitada ação emergencial também para os trechos entre o Purus e Feijó

“O nosso projeto de restauração da BR-364 foi aprovado, e agora vamos avançar no processo licitatório. Amanhã o Dnit realiza uma reunião interna de coordenadoria para poder, em cima do que foi determinado pelo diretor-geral do órgão, dar os encaminhamentos necessários”, explica o supervisor do DNIT.

Recentemente, Jesus Sérgio reuniu os deputados que compõem a Comissão de Obras da Aleac e os engenheiros do Deracre e Dnit para realizarem uma vistoria na rodovia de Sena Madureira a Tarauacá. Um relatório minucioso está sendo preparado e nele constará detalhes dos trechos mais críticos, os quais devem receber atenção prioritária. Com informações da Agência Acre.

Tião Viana acompanhado dos deputados da Comissão, do supervisor do DNIT e do Ministro, em Brasília. Foto: Agência Acre

EMBRAER DIVULGA VÍDEO DE TESTES DE ABERTURA DE PORTAS E RAMPA DO KC-390




A EMBRAER divulgou ontem em sua página um vídeo de testes no protótipo do cargueiro KC-390 na região de Gavião Peixoto.

Sem dúvida é mais um passo em busca da certificação desse novo cargueiro que tem amplo mercado para ingressar.

O detalhe interessante, é que os protótipos nºs 1 e 2 estavam voando simultaneamente.

FORTE CONSTRUÇÕES CONCLUI 1ª FASE DE OBRAS DO MERCADO DO PEIXE




A Forte Construções já concluiu a 1ª FASE das obras do Mercado do Peixe já colocando em pé as principais partes estruturais e completou também o serviço de drenagem.

A previsão é que se o repasse Federal oriundo do Ministério da Pesca com Emenda Parlamentear do Senador Gladson Cameli se efetivar dentro do esperado, a obra será entregue em menos de 60 dias, informou o empresário Neucir Moura.

Apesar de ser uma empresa relativamente nova, a Forte Construções LTDA, vem se destacando no mercado de construção pela qualidade nas obras e cumprimento do prazo de entrega.

A mesma Construtora entregou a bem pouco tempo a reforma, revitalização e ampliação do Mercado Municipal.




DESEMPREGO NO BRASIL SOBE A 10,9% NO 1º TRI, APONTA Pnad CONTÍNUA



O Brasil encerrou o primeiro trimestre com taxa de desemprego de 10,9 por cento, contra 9,0 por cento no quarto trimestre, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Com isso, a taxa renovou mais uma vez a máxima da série histórica iniciada em 2012.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier; Texto de Camila Moreira)

APÓS DENÚNCIA, MPE INVESTIGA SERVIDORES DA SESACRE E SEMSA POR SUPOSTO ACÚMULO DE FUNÇÕES


A investigação será para checar se de fato há servidores prestando serviço nas duas secretarias

Promotor Adenilson de Souza
GINA MENEZES - O promotor Adenilson de Souza, da Promotoria de Defesa do Patrimônio, determinou instauração de procedimento preparatório com a finalidade de apurar possíveis irregularidades na contratação de servidores no âmbito na Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e Secretaria Municipal de Saude (SEMSA).

O Ministério Público irá verificar a denuncia de que servidores estariam acumulando, indevidamente, cargos nas mencionadas secretarias. A portaria foi publicada na quinta-feira (28).

A investigação será para checar se de fato há servidores prestando serviço nas duas secretarias, tanto no âmbito municipal quanto estadual, o que, de acordo com a Constituição, configura ato de improbidade administrativa, nas modalidades de enriquecimento ilícito e violação aos principais administrativos.

32 DEPUTADOS SEM NÍVEL SUPERIOR ASSINARAM A PEC DO DIPLOMA


As assessorias de alguns deputados federais afirmaram que ambos assinaram sem ler direito a proposta e ao saber, posteriormente, do conteúdo dela, pediram a retirada do nome da lista

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 194/2016, que estabelece a obrigatoriedade do diploma de ensino superior para a candidatura nas eleições do Executivo e do Legislativo, já alcançou o número de assinaturas necessárias para ser apreciada na Câmara. Porém, dos 190 deputados que deram o parecer favorável ao prosseguimento da PEC, 32 não concluíram a faculdade e, por isso, não poderiam estar na Casa se o projeto já tivesse virado lei.

Um deles foi o deputado petista Zé Geraldo (PA). Procurado pela reportagem, Zé Geraldo avaliou a proposta como “absurda e desnecessária”. “Acho que o parlamentar precisa saber ler e escrever minimamente. Não pode ser analfabeto, claro, mas há muitas pessoas que têm ensino médio e um preparo politico maior do que quem tem ensino superior. Assessores fazem o papel do ensino superior”, afirmou o deputado.

Ao ser questionado do porquê, então, tinha dado parecer favorável à sua apreciação na Câmara, o parlamentar disse que assinou “para ajudar a pessoa que colhia as assinaturas”. “Assino todas essas propostas, mesmo sem ter lido, pois tem muita gente que ganha por assinatura”, explicou.

Zé Geraldo não está sozinho no partido, já que outros dois deputados petistas que não possuem diploma de nível superior, também assinaram o documento. Os parlamentar Valmir Assunção (BA) e Marco Maia (RS) aprovaram o prosseguimento da PEC. As assessorias dos dois deputados federais afirmaram que ambos assinaram sem ler direito a proposta e ao saber, posteriormente, do conteúdo dela, pediram a retirada do nome da lista de assinatura. O curioso é que o ex-presidente e também petista, Luiz Inácio Lula da Silva, não chegou a cursar a faculdade e teria impedida um eventual candidatura ao Planalto em 2018.

A assinatura de PECs sem a leitura do respectivo conteúdo é preocupante, segundo o professor de direito constitucional da UnB, Cristiano Paixão. Para ele, “os deputados têm que prestar mais atenção no que assinam”. Paixão afirmou ainda que a PEC é discriminatória e inconstitucional, e que não poderia, de maneira nenhuma ser aprovada.

O Correio tentou contato com todos os 32 deputados que não concluíram a faculdade e assinaram a PEC, mas apenas Valmir Assunção, Marco Maia e Zé Geraldo foram encontrados.

28 de abr de 2016

GOVERNADOR DISCUTE SITUAÇÃO DA BR-364 COM DEPUTADOS DA COMISSÃO DE OBRAS E TRANSPORTE


Deputados Jonas Limas, Raimundinho da Saúde, Antonio Pedro e Jesus Sérgio se reuniram com o governador para unir forças pela conservação da BR-364 (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana recebeu na tarde desta quarta-feira, 27, os deputados membros da Comissão de Obras e Transportes da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Acre). Eles vieram com o intuito de debater a manutenção da BR-364 no trecho entre Sena Madureira e Cruzeiro do Sul, pedindo ao governador que intervenha sobre a rodovia.

A Comissão da Aleac tem realizado um relatório sobre a situação em que se encontra a rodovia federal e a necessidade de manutenção em seus pontos mais críticos. Tião Viana agradeceu o empenho da comissão e lembrou que a rodovia é um desafio de engenharia grandioso a ponto de estar aberta durante todo o ano para circulação apenas a partir do primeiro ano de seu governo, em 2011.

“Até outubro de 2014, o governo do Estado cuidou dessa rodovia, e nesse período éramos capazes de fazer a viagem de Rio Branco a Cruzeiro do Sul em até seis horas. E tudo que foi feito nela por nós foi aprovado pelo Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes], que hoje é o responsável”, conta o governador.

Expectativas

Uma reunião do governador já está agendada com o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, para esta sexta-feira, 29. Ainda segundo Tião Viana, este ano o Ministério destinará R$ 78 milhões para manutenção dos trechos entre Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

Embora exista um projeto de licitação no valor de R$ 300 milhões em Brasília, a crise política atual do país pode prejudicar seu andamento, por isso o governador pediu aos deputados a união de toda a bancada do Acre nessa empreitada, principalmente dos parlamentares federais.

Participaram da reunião os deputados Jonas Limas, Raimundinho da Saúde, Antonio Pedro e o presidente da comissão, Jesus Sérgio. “Nosso objetivo é que não haja risco de a rodovia fechar, com tráfego o ano todo. Viemos com o governador para que ele intervenha junto a Brasília e que venham recursos para manter a BR-364 funcionando”, conta Jesus Sérgio.

O deputado Jonas Lima avaliou como positivo o encontro. “Entramos em acordo com a base do governo e a oposição para que levemos esse relatório sobre as condições da BR-364 até Brasília, a fim de conseguirmos recursos para a manutenção dela, e agradecemos ao governador Tião Viana por se mostrar disposto nessa necessidade do povo acreano e nos receber”, conta.

TRIBUTO AO PASSADO - RIO BRANCO - MÉDICOS E ENFERMEIRAS DA SANTA CASA EM 1931


Doutores e enfermeiras da Santa Casa de Misericórdia. Data: 1931 
Acervo: Agnaldo Moreno 
Acervo Digital: Memorial dos Autonomistas 

UFAC DIVULGA EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE CANDIDATOS APROVADOS EM CONCURSO PARA PROFESSOR


A Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas – PRODGEP, em atenção ao que dispõe o Processo Seletivo Simplificado para Professor Substituto, conforme Edital PROGRAD n.º 36/2015, publicado no D.O.U. nº 232, de 04 de dezembro de 2015; e homologação publicada no D.O.U. nº 11, de 18 de janeiro de 2016, convoca os candidatos abaixo relacionados para entrega de documentação pertinente para fins de contratação:

De acordo com o item 14.4, do referido Edital, o candidato Marcelo Filismino de Azevedo terá o prazo máximo 30 (trinta) dias, contados da convocação publicada no Site da Ufac, para apresentação dos exames médicos, entrega de documentos e assinatura do contrato.

Os formulários possuem campos abertos para preenchimento dos dados antes da impressão.

27 de abr de 2016

PROMOTORA ALESSANDRA GARCIA MARQUES DIZ QUE O JUIZ SÉRGIO MORO MERECE A HOMENAGEM QUE RECEBEU


Drª Alessandra Garcia Marques
Sabem o que mais me agrada na homenagem ao juiz Moro? 

É que estamos falando de uma homenagem a um homem absolutamente comum, de um juiz de primeiro grau, num país em que os tribunais estão entupidos de gente arrogante, que necessita de reverência permanente, de um séquito de bajuladores pagos com dinheiro público, de carros oficiais, de servidores que paguem suas contas ficando nas filas por eles, que saibam quando o chefe deseja ir ao banheiro, isso sem falar na ineficiência e na benevolência com os ricos, etc. 

Aprecio o fato de que Moro foge à regra que é feita por autoridades que deveriam julgar ou agir fiscalizando quem detém poder político e/ou econômico, mas que, ao contrário disso, gostam mesmo é de se misturar , de sair na foto oficial com os que deveriam ser julgados ou fiscalizados por elas.

Quem não vê autoridades ligadas à justiça em solenidades do executivo, alegres e saltitantes, quando sabemos que deveriam estar de olho nas obras, nas licitações, no respeito aos direitos fundamentais, etc? 

Moro merece a homenagem. É uma homenagem ao Brasil que deveríamos ser! Gosto disso!

Nota do Blog: Drª Alessandra Garcia Marques é Promotora de Justiça no Estado do Acre e pela sua postura e forma de escrever honra o sobre nome que tem.

“A sabedoria é algo que quando nos bate à porta já não nos serve para nada”.

Gabriel García Márquez

FRENTE FRIA CHEGA A TARAUACÁ, TEMPERATURA DEVE CAIR AINDA MAIS DURANTE O DIA

SEBASTIÃO DEMITE ASSESSORES DE JASMYL ASFURY, PRESOS POR VENDA DE CASAS POPULARES


João Renato Jácome - O Diário Oficial do Estado (DOE/AC) dá publicidade nesta quarta-feira, 27, à exoneração do diretor-executivo da Secretaria de Estado de Habitação e Interesse Social (Sehab), Daniel Gomes, e o colega dele de trabalho, Marcos Henrique Huck, que respondia por um departamento técnico do órgão estadual.

Marcos e Daniel foram presos na terça-feira, 26, durante a segunda fase da Operação Lares, que investiga crimes ligados à distribuição de casas populares. Os dois são acusados de comercializar casas e, inclusive, as distribuírem a empregadas pessoais, uma amante e, ainda, a babá da filha de um dos servidores. Eles negam o cometimento de crimes.


De acordo com a Secretaria de Estado de Gestão Administrativa (SGA), Marcos Henrique Huck é servidor do quadro efetivo do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN). Ele recebia, mensalmente, R$ 6.720,00, fruto do cargo em comissão que deu a ele o direito à complementação salarial.

Já Daniel Gomes, assessor direto do secretário Jamyl Asfury (que já trabalhou como assessor parlamentar quando o secretário era deputado estadual), recebida a quantia de R$ 11.944,47 todos os meses. Gomes, por não ser servidor público efetivo, deve ficar desempregado.

DESTRUIÇÃO DE PROVAS – Computadores apreendidos durante a segunda fase da Operação Lares comprovaram que Daniel Gomes e Marcos Huck extraviaram computadores utilizados por eles próprios, Cícera e Rossandra. O objetivo era destruir os arquivos que estavam nos aparelhos, dificultando assim que as investigações chegassem a eles ou outras pessoas, que colaboravam externamente com os crimes.

“Daniel e Marcos estavam ocultando provas. Eles chegaram a ocultar computadores tanto da Cícera, como da assistente. Uma tentativa clara de impedir que a polícia chegasse a mais nomes. Por isso eles estão presos hoje. O Marcos Huck, coordenador técnico-social, entregou casa para a babá dele. Ela não tinha o perfil porque não morava em área de alagação. Ela morava no Conquista”, completa o investigador Roberth Alencar.

DEPUTADA SINHASIQUE SUGERE DELAÇÃO PREMIADA PARA OS PRESOS DA 2ª FASE DA OPERAÇÃO LARES


A segunda fase da Operação Lares, desencadeada pela Polícia Civil, prendeu, na manhã de hoje, dois diretores e duas assistentes sociais da Sehab

Deputada Eliane Sinhasique (PMDB)
A deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB), usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã desta terça-feira (26), para sugerir que os presos na nova fase da Operação Lares sejam beneficiados com a delação premiada.

“É preciso dar o benefício da delação premiada para que todos os envolvidos no esquema fraudulento de distribuição de casas populares possam ser desmascarados e presos. Tem muita coisa por trás desses funcionários”, declarou.

Segundo a parlamentar, são muitas as denúncias de pessoas que foram sorteadas, receberam inclusive o documento que comprova o sorteio, mas que não foram contempladas com a casa popular.

“Todo santo dia 2, 3, 4 pessoas chegam, em nosso gabinete, com o papelzinho na mão dizendo “parabéns, você foi sorteado!”, datado de 2011, 2012, e até hoje aguardam a visita da assistente social”.

Ela denuncia ainda que ao visitar bairros populares é possível notar que as pessoas contempladas com as residências não tem necessidade de residirem nesses conjuntos.

“Você dá uma volta na Cidade do Povo, no Carandá, no Rosalinda, no Jequitibá, e o que você vê lá: um monte de casa fechada, abandonada. Outras tantas casas com Camaros e camionetes parados na porta. Me digam se quem tem um carro desses necessita de uma casa popular”.

Entenda

A segunda fase da Operação Lares, desencadeada pela Polícia Civil, prendeu, na manhã de hoje, dois diretores e duas assistentes sociais da Secretaria de Habitação do Estado do Acre (Sehab) por suposta participação em esquemas fraudulentos na distribuição de casas populares. (Assessoria)

SAIBA COMO FUNCIONAVA FRAUDE NO SORTEIO DE CASAS POPULARES; ESQUEMA MOVIMENTOU MAIS DE R$ 1 MILHÃO


Os servidores da secretaria envolvidos no esquema vendiam os imóveis por um valor mais alto, de R$ 25 a R$30 mil

Delegado explica como funcionava fraude no sorteio das casas populares/Foto: Charlton Lopes/ContilNet

ALAMARA BARROS - Durante coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (26) para falar sobre a segunda fase Operação Lares – que resultou na prisão de servidores da Secretaria de Habitação suspeitos de participação na venda de casas do governo – o delegado de Polícia Civil Robert Alencar explicou como funcionava o esquema de venda e direcionamento das unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Segundo ele, as vendas eram feitas às pessoas de confiança dos indiciados. Até o momento foi identificada a comercialização de 40 imóveis construídos pelo governo e que deveriam ter sido entregues a famílias moradoras de áreas de risco.

“O esquema ocorria da seguinte forma: os particulares que vendiam as casas tinham um elo de ligação com uma ex-servidora da Sehab, e passavam toda documentação a ela para montar todo o processo com formulários de levantamento socioeconômico, RG, CPF e até as visitas nas residências anteriores”, afirmou o delegado.

JUIZ SÉRGIO MORO É HOMENAGEADO PELA REVISTA TIME


O juiz afirmou que que ter seu nome na seleção "honra muito a instituição, o trabalho institucional"



O juiz federal Sérgio Moro recebeu na noite desta terça-feira, 26, homenagem da ‘Time’, prestigiada revista americana, que o elegeu entre as cem personalidades ‘mais influentes do mundo", em evento realizado em Nova York.

Ao chegar à cerimônia de homenagem, o juiz da Lava Jato declarou ao Jornal Nacional, da Rede Globo, que ter seu nome na seleção "honra muito a instituição, o trabalho institucional". Ele afirmou que ‘é reconhecimento também que o Brasil toma passos importantes na prevenção e no combate à corrupção. Nessa perspectiva acho muito positivo’.

Moro é o único brasileiro citado na relação deste ano, divulgada na quinta-feira, 21. Ele está na categoria "Líderes", ao lado de nomes como Barack Obama, François Hollande, Angela Merkel, Vladimir Putin e Kim Jong Un.

Segundo o texto que descreve o juiz paranaense, no Brasil ele é chamado de "SuperMoro" e tem o nome cantado nas ruas "como se fosse uma estrela de futebol". "Mas Sérgio Moro é apenas um juiz, embora um que trabalhe num escândalo de corrupção tão grande que poderia derrubar uma presidente - e talvez mudar uma cultura de corrupção que há muito tem prejudicado o progresso de seu país", diz a "Time".

"Moro tem sido acusado de ignorar o devido processo legal, e ele tem estado mais do que disposto a avaliar seus casos no tribunal da opinião pública. Mas a maioria dos brasileiros sente que suas táticas de ‘cotovelos afiados’ valem a pena por um país mais limpo", prossegue a descrição da revista.

Recentemente, a revista "Fortune", também dos EUA, apontou Moro como o "13º líder mais influente para transformar o mundo".

A lista da "Time" não tem ordem definida. Além de Moro e dos líderes citados anteriormente, ela inclui figuras internacionais de peso, como Mark Zuckerberg, Usain Bolt, Leonardo DiCaprio e Papa Francisco.

Recomendados para você

PREFERIDO DE TEMER PARA MINISTÉRIO DA FAZENDA, MEIRELLES ANIMA O MERCADO


Possível escolha de crítico da Lava-Jato para a Justiça causa polêmica
   
O ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles
Jorge William / Agência O Globo
JORGE BASTOS MORENO E DANIELLE NOGUEIRA  - O vice-presidente Michel Temer admitiu na terça-feira que Henrique Meirelles é o seu preferido para ocupar o Ministério da Fazenda em um eventual novo governo. Com larga experiência no mercado financeiro e sólida passagem pelo setor público — é o mais longevo presidente do Banco Central (BC) — seu nome foi bem recebido pelo mercado e no meio empresarial. Pesam a seu favor, segundo economistas, a capacidade de resistir às pressões políticas e, ao mesmo tempo, ser bom negociador, talento apontado como crucial para aprovação junto ao Congresso de uma agenda econômica impopular para tirar o país da crise fiscal.

Em entrevista ao jornalista Jorge Bastos Moreno, publicada no site do GLOBO, Temer disse que tem feito apenas “sondagens” para montar um possível novo ministério, mas afirmou ter ficado “muito bem impressionado" com a conversa que teve com Meirelles. Depois, disse que delegaria “ao Meirelles” o direito de indicar o presidente do Banco Central e outros integrantes da equipe. Flagrado na gafe, tentou corrigir:

O secretário estadual de Esporte do Rio, Marco Antônio Cabral recebe medalha do pai, o ex-governador Sérgio Cabral. Ao fundo, o prefeito do Rio, Eduardo PaesPMDB do Rio pode emplacar filho de Cabral em eventual governo Temer
— Falei “Meirelles” porque, hoje, estou com esse nome na cabeça. Repito: fiquei muito bem impressionado com a conversa que tive com ele. Então, confesso que se eu tivesse que assumir hoje, o ministro da Fazenda seria ele — afirmou Temer.

O vice indicou ainda que Eliseu Padilha (PMDB-RS) poderia ocupar a Casa Civil; insinuou que José Serra (PSDB-SP) assumiria a pasta de Educação; reconheceu que o advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira (PSB-SP) seria um bom nome para a Justiça, e defendeu o bom trânsito de Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) no Congresso como ponto favorável para exercer a articulação política.

A notícia de que Meirelles poderia vir a ocupar a Fazenda foi um dos motivos que fizeram a Bovespa subir 2,35% na terça-feira. Para o ex-diretor do BC e atual economista-chefe da Confederação Nacional do Comércio, Carlos Thadeu de Freitas, a boa recepção do mercado tem a ver com o fato de Meirelles ser “o homem do não”. Por ter assumido a presidência do Banco Central em 2003, quando o mercado temia o que poderia ocorrer com a política econômica no primeiro governo Lula, Meirelles teve de ser duro para manter a independência da instituição.

— Ele sabe dizer não. Soube resistir às pressões políticas para baixar os juros. Saberá dizer não para os estados, que tentam renegociar suas dívidas com a União — disse Carlos Thadeu.

O ex-diretor do BC ressalta, porém, que Meirelles é um monetarista, e não um fiscalista, ou seja, está acostumado a lidar com juros, inflação e moeda, mas não tem experiência no manejo das contas públicas. Por isso, diz, seria interessante nomear para o Planejamento alguém acostumado com a política fiscal. Na possível nova composição, o nome mais cotado para a pasta é o de Romero Jucá (PMDB-RR), que foi relator do Orçamento de 2013 e 2015.

POSSÍVEL MINISTRO DA JUSTIÇA GERA POLÊMICA

A rigidez na política monetária é um dos pontos fortes de Meirelles ressaltados por Alexandre Póvoa, presidente da gestora Canepa Asset. Na avaliação de Póvoa, o eventual futuro ministro terá de ser transparente com objetivos para trazer a inflação de volta ao centro da meta, de 4,5% ao ano. Em 2015, o índice de preços passou a marca de 10%, o que não ocorria desde 2003. Outra característica de Meirelles, lembra Armando Castelar, coordenador de economia aplicada do Ibre/FGV, é a capacidade de montar uma boa equipe, “pois não se faz nada sozinho”.

O bom trânsito político de Meirelles, que já foi deputado federal pelo PSDB e hoje é filiado ao PSD, também é ressaltado como uma qualidade necessária para tocar o ajuste fiscal. Para José Carlos Martins, presidente da Cbic, associação que reúne construtoras, Meirelles aparenta ter mais “força política” que o ex-ministro Joaquim Levy para negociar com o Congresso.

— A questão fiscal é a prioridade. É uma importante estratégia de comunicação eleger um nome para a Fazenda com credibilidade suficiente não apenas para as medidas de curto prazo, como de longo prazo para recuperar o estrago já feito — disse o chefe para pesquisa macro do banco americano Goldman Sachs, Alberto Ramos.

Apesar das reclamações nos bastidores da excessiva influência de Eliseu Padilha e Moreira Franco junto a Temer, o grupo do PMDB do Senado, liderado por Eunício Oliveira (CE), acabou “aceitando” a potencial escolha de Padilha para comandar a Casa Civil. A mudança de postura, pelo menos da parte de Eunício, ocorreu depois de conversas com integrantes do núcleo mais próximo de Temer. Nesta quarta-feira, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se reunirá com Temer para tentar “aparar arestas”.

— O Padilha trabalha muito e é bem organizado. O governo precisa de um perfil desses para a Casa Civil. Os ministros José Dirceu e Palocci não deram certo porque tentaram politizar o cargo — afirmou Temer, frisando que respeita o Senado mas precisa estar preparado para um possível afastamento de Dilma da Presidência.

Quanto a Serra, Temer disse que “o senador cabe em qualquer cargo de governo”, mas que “tudo vai depender da decisão do PSDB” — que, na terça-feira, decidiu dar apoio a Temer, após divergências internas. Em relação ao delicado Ministério da Justiça, o vice reconheceu ter forte tendência a indicar Mariz de Oliveira, homem de sua confiança, e minimizou o fato de o advogado ter assinado manifesto contrário à Lava-Jato:

— Qualquer pessoa que venha a ocupar o Ministério da Justiça estará consciente e orientado sobre a posição do governo de preservar a independência dos investigadores da Lava-Jato.

A possível indicação de Mariz gerou polêmica. Ele ganhou notoriedade pela defesa de réus poderosos, como a executiva do Banco Rural Ayanna Tenório, a quem conseguiu absolver no mensalão, e Eduardo Hermelino Leite, vice-presidente da Camargo Corrêa, envolvido na Lava-Jato.

— Mesmo que tenha assinado (o manifesto contra a Lava-Jato), nem ele, o presidente da República, nem ninguém sensato acha que será capaz de barrar as investigações — disse Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB. (Colaboraram Simone Iglesias, Maria Lima e Mariana Sanches)

26 de abr de 2016

ADEUS A MAJOR JOHN BUYERS


John William Buyers – 08 de janeiro de 1920 – 23 de abril de 2016


Valter Andrade - Decolou em sua ultima missão aos noventa e seis anos… Dono de um grande senso humor e uma gargalhada generosa, infinitas vezes escutei muitas das suas aventuras, foram mais de vinte anos entre idas e vindas me deliciando com as historias do bom e velho major. Os pilotos do grupo Senta a Pua usam uma saudação de despedida ou reencontro, e aqui vai o meu Adelphi, e bom voo!

O Maj. RR John W. Buyers U.S. Pilot AAF O-438493, é filho de Paul Eugene Buyers e Eunice Cigars Bueyrs.

Nasceu em 8 de janeiro de 1920 na cidade mineira de Juiz de Fora, pouco antes da Segunda Guerra Mundial retornou com a família para os EUA, onde ingressou na USAAF (United States Army Air Force).

No período que viveu no Brasil o garotinho Buyers chegou a conhecer o intrépido cientista e aviador Alberto Santos Dumont. Aos nove anos de idade ele não sabia quem era aquele simpático senhor, anos mais tarde soube que era o Pai da Aviação Brasileira.

Ao retornar aos Estados Unidos resolveu entrar para a Força Aérea do Exército dos Estados Unidos (USAAF), foi declarado piloto militar no ano de 1941.

John W Buyers USAAF Major was the liasion officer between the _st Brazilian Fighter Group and USAAF

O major John W Buyers da USAAF era o oficial de ligação entre o 1° Grupo de Caça da FAB e a USAAF

Pelo fato de falar português fluentemente o jovem tenente foi escolhido para ser o oficial de ligação entre o Brasil e os Estados Unidos.

Quando o Brasil finalmente rompeu relações com a Alemanha Nazista, formou-se um grupo de militares da recém criada Força Aérea Brasileira, os quais seguiram para a Europa após treinarem nos estados Unidos e Panamá.

A Itália foi o teatro de operações onde lutou a FEB (Força Expedicionária Brasileira) do Exercito Brasileiro junto com o 1º Grupo de Aviação de Caça, o chamado; “Senta a Pua.”

Tenente John W. Buyers no P-47D

O Tenente John W. Buyers sempre esteve junto com os brasileiros no período de combates na Europa ocupada, chegando inclusive a voar 23 missões de combate nos aviões de caça P-47D Thunderbolt da FAB, ajudando no esforço para liberar a Itália da ocupação nazista.

Buyers sempre teve a disposição um velho bombardeiro B-25C que teve seu armamento retirado para servir de avião de transporte. “Desert Lil” foi o apelido dado pela primeira tripulação do North American B-25C Mitchell (número de série: 41-12872) que pertencia ao 82º Esquadrão de Bombardeio (82nd Bomber Squadron) “Bulldogs” do 12º Grupo de Bombardeio (12th Bomb Group), o famoso “Earthquakers” que atuou no Norte da África e no Mediterrâneo.

B-25C Desert Lil
Buyers sempre referia-se a este avião como: “meu avião” pelo fato dele voar constantemente com ele nas mais diversas tarefas de apoio ao grupo de caça brasileiro, incluindo uma missão de resgate no final da guerra dentro da Alemanha.

Ao findar a Segunda Guerra Mundial, ele obteve permissão do governo americano e casou-se com sua primeira esposa, a brasileira; Maria Izabel que ele havia conhecido em Recife quando era oficial de ligação na estação de radio do Pina.

Com ela teve dois filhos, John Junior e Ann Marie, anos após o falecimento de sua esposa, Buyers casou-se novamente com outra brasileira, dona Iracema sua ultima companheira, e viveu os últimos anos entre as cidades de Recife e Maceió.

O jornalista Valter Andrade e John W. Buyers